Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você assina algum jornal ou revista espíritas?
 

Saiu no Correio


selo-50anos

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria

Palpite infeliz PDF Imprimir E-mail

dormindoJaider Rodrigues de Paulo

Fui procurado por uma jovem de vinte e poucos anos, solteira. Estava muito assustada porque aconteciam alguns fenômenos estranhos e, por isso, ela tinha medo de estar enlouquecendo. Contou-me que tinha uma vizinha jovem, viúva há pouco tempo, que tivera um filho desse casamento. Tornaram-se amigas e foram ficando confidentes. Passaram a se ver mais amiúde.


Certo dia, a amiga viúva confidenciou que estava namorando às ocultas. Não queria tornar ainda público, porque o marido havia falecido há pouco tempo e pensava ficar chato aparecer com outro tão cedo. A paciente incentivou que ela investisse no romance. Afirmava que ela era jovem e que a vida continuava. Elas conversavam muito sobre isso.
Um dia, almoçaram juntas e ela deitou-se no sofá da sala da amiga e cochilou. Teve um pesadelo. Um homem jovem apareceu com o dedo em riste e lhe disse: "Se a minha mulher firmar namoro com esse sujeito, você me paga. Vou infernizar a sua vida. Você vai ver o que vai acontecer". Desde então, passou a ter pesadelos persecutórios, a acordar cansada, ansiosa. Ter muito medo. A situação piorou quando confidenciou para a amiga o que estava acontecendo. A jovem viúva buscou, então, um retrato dela com o falecido marido, o que a deixou mais assustada, pois identificou o homem que aparecia em seus sonhos.
Orientei que ela fizesse a leitura das obras O livro dos espíritos e O livro dos médiuns, de Allan Kardec, já que ela não tinha nenhuma objeção. Ela havia nos procurado considerando que, além de psiquiatras, éramos espíritas. Precisava saber se o que ocorria com ela era fruto de algum distúrbio mental. A essa pergunta respondemos que, à primeira entrevista, não. Frisei bastante a necessidade de que ela orasse por ela e pela entidade espiritual, e que deixasse para a amiga a resolução da sua vida amorosa. Orientamos que ela procurasse o apoio espiritual de uma casa espírita e que se algum fato novo de importância ocorresse, poderia nos procurar.
Situações às vezes embaraçosas nos levam a despertar para fatos de suma importância na vida. É bem provável que essa paciente passou por tudo isso para despertar a sua atenção para o fenômeno da vida após a morte e para ter mais cuidado no relacionamento com essa verdade. Muitas vezes não damos a devida importância às nossas palavras em relação a assuntos sobre pessoas já falecidas. Isso pode nos sustar dissabores desnecessários.

Este fato foi narrado pelo psiquiatra e homeopata Jaider Rodrigues de Paulo, de Belo Horizonte, em um de seus livros: Saúde mental, relatos do dia a dia de um psiquiatra espírita, AME, 2014.

 


Publicado no jornal Correio Fraterno - Edição 477 setembro/outubro 2017

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

ex lio

J.W.Rochester revela com sua reconhecida veia literária os bastidores das paixões que rondam a vida de ciganos e saltimbancos no início da Era Moderna. Tudo gira em torno do Grand Circo Monteverdi, onde Rosalva viverá inesquecíveis desafios.

 

 

 

 Autora: Arandi Gomes Teixeira

Espírito J.W. Rochester

 

ISBN: 978-85-98563-97-8
16x23 cm
  496 páginas

 

R$ 39,90


 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook