Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você assina algum jornal ou revista espíritas?
 

Saiu no Correio


selo-50anos

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria

Home Nossas Seções Humor Espírito e espírita?
Espírito e espírita? PDF Imprimir E-mail

laurinhaTatiana Benites

As crianças estavam reunidas na casa espírita e conversavam:
– Gustavo comentava que viu um fantasma no quarto quando foi dormir. Dizia que teve muito medo e se escondeu debaixo das cobertas.
– Fantasma? – perguntou Pedro.
– É, fantasma.
– É espírito, não fantasma. Fantasmas não existem! – disse Pedro.
– É tudo a mesma coisa. Você entendeu o que eu disse!
– Está bem, mas tem que falar certo; é espírito.
Num burburinho, e em roda, as meninas também comentavam sobre o acontecido:
– Se ele viu um espírito é porque ele é médium – argumenta Aninha.
– Isso não tem nada a ver. Ele viu espírito porque o espírito apareceu – retruca Laurinha.
– E agora ele está com medo – emenda Paula.
– Ele viu direitinho. Disse que era uma mulher – comentou Aninha.
– Então não era um espírito, era uma espírita! – diz Paula, toda confusa.
– Nããão, nós somos espíritas, por sermos mulheres – diz Laurinha.
– Sim, porque somos meninas – endossa Paula.
– Não, somos espíritas porque estamos no espiritismo – Aninha tenta esclarecer.
– Então, como falamos quando o espírito é mulher? – indaga Paula.
– Espírito de mulher! – responde Laurinha.
Vendo o agito da meninada, a professora, que entrara há pouco na sala, interagiu:
– Muito bem. Vejo que estão animados hoje... e...
– Professora, está sabendo que o Gustavo viu um espírito? – Pedro entrega logo a novidade.
– De mulher – emenda rapidamente Laurinha.
– Uma espírita – comenta Paula.
– A é? Mas vamos lá. Espírito e espírita são coisas diferentes. Alguém sabe me explicar a diferença?
Laurinha levanta a mão e diz:
– Claro! É muito simples, um termina com "O" e o outro termina com "A".

 

Leia outras aventuras de Laurinha Nos livros Tem espíritos no banheiro? e Tem espíritos embaixo da cama?, de autoria de Tatiana Benites.

 

Publicado no jornal Correio Fraterno Edição 468 março/abril 2016

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

perfume de helena

  Num romance que combina a  descrição de seus sentimentos mais profundos com a fria incerteza do amanhã, Juliana conta a sua própria história. Sonhando com a maternidade, ela vê seus ideais serem ameaçados logo no primeiro exame pré-natal. Uma linda história de amor e superação.

 

 Autora: Juliana Ferenzin Heck

 

ISBN: 978-85-98563-96-1
14x21 cm
   160 páginas

 

R$ 29,90


 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook