Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você assina algum jornal ou revista espíritas?
 

Saiu no Correio


selo-50anos

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria

Home Nossas Seções Direto ao ponto Conviver e crescer
Conviver e crescer PDF Imprimir E-mail
Escrito por Umberto Fabbri   

conviverViver em sociedade faz parte das sabias leis divinas, entretanto esta lei apresenta grande complexidade e desafios. Por meio da convivência, seja ela em família ou em sociedade, é possível o crescimento, tanto espiritual quanto material.
Aprendemos uns com os outros, e observando e convivendo, é possível aprender, dividindo experiências e conhecimentos. Aquele que aprendeu mais pode e deve dividir suas conquistas com os que estão ainda no início da jornada.
Entretanto quando não há bondade, desprendimento, compreensão e fraternidade, o conviver, principalmente com os que nos são diferentes, pode gerar preconceito e sofrimento.
Ao observarmos a história da Humanidade, veremos que grandes desatinos já foram cometidos pela sociedade. Em nome da paz, se fez a guerra; em nome de Deus, se aplicou a violência e o desamor; em nome da liberdade, muitos tiveram seus direitos cerceados. Tudo pela inexperiência e imaturidade espiritual. Muito já se caminhou, é verdade, e uma boa parte da Humanidade aprendeu, a duras penas, que o que plantarmos colheremos, e que não se pode ser feliz com a infelicidade do outro.
As leis humanas, apesar de imperfeitas, uma vez que são feitas por nós, seres imperfeitos, tentam regulamentar a ordem social, para que seja possível uma vida justa e digna para todos. Mas apesar do que muitos possam pensar, esta ordem social tão almejada deve ser antes implantada em nosso modo de ser e de viver e não como algo imposto, a ser obedecido porque assim determina a lei. A maneira como vemos o mundo, a nós e as pessoas que nos cercam é fator preponderante para que consigamos viver em harmonia.
frase-umbertoJesus nos ensina o modo certo de convivência harmônica, no amor a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a nós mesmos. Ensina que a lei de amor é a pedra fundamental que regula todas as outras. É compreensível que em nosso estágio evolutivo atual ainda não consigamos amar verdadeiramente. Mas já nos é possível respeitar o direito do próximo aceitando as diferenças. Afinal de contas, quem garante que o 'nosso' modo de ser e viver seja o melhor, o mais acertado? O único ser que pode servir de verdadeiro modelo em todas as circunstâncias é Jesus.
Não nascemos para a solidão, não crescemos e não sobrevivemos sozinhos. Dependemos uns dos outros para a manutenção da vida e principalmente para evoluirmos. Mesmo no atrito, quando nos deparamos com as dificuldades de convivência, temos aí uma enorme possibilidade para crescer. Nossos desafetos são os melhores professores, pois exigem sempre o nosso máximo. Inúmeras vezes somos chamados ao desenvolvimento obrigatório para a nossa grande superação. Por exemplo, frente à ingratidão, à traição, ao desamor de uma forma geral, se não buscarmos a vivência da paciência, do perdão, da tolerância, causamos a nós inúmeros transtornos, adoecendo inclusive física e espiritualmente.
Cada uma sabe de si. Mas o modo como convivemos, compartilhamos e dividimos o que já possuímos pode ser o termômetro que demonstra nosso estágio evolutivo.
Pense nisto!

 

Profissional de marketing, Umberto é orador e escritor brasileiro, morando hoje na Flórida, EUA.

 

Publicado no jornal Correio Fraterno - edição 458 julho/agosto 2014

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

perfume de helena

  Num romance que combina a  descrição de seus sentimentos mais profundos com a fria incerteza do amanhã, Juliana conta a sua própria história. Sonhando com a maternidade, ela vê seus ideais serem ameaçados logo no primeiro exame pré-natal. Uma linda história de amor e superação.

 

 Autora: Juliana Ferenzin Heck

 

ISBN: 978-85-98563-96-1
14x21 cm
   160 páginas

 

R$ 29,90


 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook